AdSpace

Últimas

segunda-feira, 25 de maio de 2015

BROTAS DA MACAÚBAS: A POLÊMICA DA BANDEIRA DE NOVO HORIZONTE

Depois de uma postagem feita no facebook que mostra uma foto da Igreja da Mata do Bom Jesus fechada e a comitiva da Bandeira do Divino da comunidade de Novo Horizonte à frente, uma polêmica se formou no município de Brotas. Na publicação, o autor da postagem diz que está triste em ver que a autoridade religiosa da paróquia está empenhado em acabar com a tradição das comunidades. A postagem diz ainda que a Religião Católica de Brotas se preocupa mais com dinheiro e menos com Deus.
A comunidade de Novo Horizonte, assim como a sede, festeja a Festa do Divino Espírito Santo, sai cantando a bandeira e recolhendo esmola por onde passa... Segundo os que se revoltaram com a proibição, a festa é uma tradição e iniciou antes mesmo da festa da sede.


Depois da publicação,  surgiram inúmeros comentários de pessoas criticando o Padre Joel Martins, atual administrador da Paróquia Nossa Senhora de Brotas. Dentre vários comentários, algumas pessoas que moram fora do município questionam a atitude e pedem uma explicação plausível para o fato. A grande maioria dos comentários, fazem fortes críticas ao padre e palavras de 'baixo calão' são usadas constantemente. A maioria desses comentários , são de pessoas das comunidades de Mata do Bom Jesus e Nova Vista que se mostram revoltadas com a proibição que o Padre fez em não abrir a porta das Igrejas das respectivas comunidades. Diante desse assunto que corre nas redes sociais, Padre Joel Martins resolveu se pronunciar ao fim da Missa de Pentecostes. O Padre pediu licença para esclarecer o fato e disse que foi feito uma reunião com o conselho paroquial com representações de todas as comunidades. Por determinação do Bispo Dom Luiz, a cantoria da Bandeira de Brotas não poderia ser cantada em outros municípios. Com isso, seguindo a determinação do Bispo, assim como a Bandeira da Paróquia não deveria ser cantada fora do município, a Bandeira de Novo Horizonte deveria ser cantada apenas dentro da comunidade. Padre Joel disse ainda que chamou o Imperador da festa de Novo Horizonte e ficou tudo acertado. A bandeira ia ser cantada em Novo Horizonte e não iria passar nas outras comunidades. O padre falou que foi uma surpresa para ele quando viu nas redes sociais comentários maldosos de pessoas renomadas como professores que diziam que o padre gosta muito de dinheiro. Relatou que existe um conselho econômico na paróquia que é quem administra o dinheiro.
 Falou ainda que dentre os comentários existiam até ameaça de morte e que diante disse, imprimiu as conversas para apresentar a um advogado para pedir um mandado de segurança pois teme pela sua integridade física. Padre Joel disse também que costuma obedecer as ordens de seus superiores e lamenta quando pessoas como o Imperador da Festa do Divino de Novo Horizonte não fazem o mesmo. Em virtude das ameaças sofridas por pessoas da Mata e da desobediência do Imperador da Festa do Novo Horizonte, à noite não iria celebrar a missa na comunidade.
Padre Joel concluiu dizendo que não está triste, porém magoado mas que iria finalizar a Festa do Divino com sentimento de dever cumprido.

FOTO REPRODUÇÃO FACEBOOK
BROTAS, 25/05/2015
BROTAS DA MACAÚBAS: A POLÊMICA DA BANDEIRA DE NOVO HORIZONTE
  • Título : BROTAS DA MACAÚBAS: A POLÊMICA DA BANDEIRA DE NOVO HORIZONTE
  • Postado por :
  • Data : 13:35
  • Categorias :
  • Comentários Facebook
  • Comentários Blogger

0 comentários:

Postar um comentário

Top