AdSpace

Últimas

sábado, 3 de abril de 2021

BROTAS DE MACAÚBAS: ANÁLISE DOS CEM PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO DE DR. KLEBER









ANÁLISE DOS CEM PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO DE DR. KLEBER 


Os primeiros cem dias de um governo representam o início de um mandato quadrienal regido pela confiança depositada da maioria da população em determinado candidato. Em Brotas, o felizardo foi Antônio Kleber e, prestes a completar o período de centúria, vê mais motivos para se preocupar em vez de comemorações intempestivas pelos possíveis atos realizados. As linhas a seguir imbuem no sentido de avaliar o recorte exposto pela gestão Klebista ao longo dos primeiros três meses, buscando evidenciar os equívocos e validar os acertos, sempre à luz da qualificação do debate e o estímulo ao pensamento crítico.

Com a pandemia da Covid-19 assolando o mundo inteiro, a área da Saúde seria, com razão, a primeira a ter atenção máxima em qualquer município. Kleber manteve a barreira sanitária e a dinâmica dos testes realizados   juntamente com o rastreio de casos suspeitos da doença   continuam dispostas como outrora ocorreu. Já quando pensamos na atenção básica, nem tudo são flores. As Unidades Básicas de Saúde, situadas em Feira Nova, Mata do Bom Jesus e no Cocal, ficaram mais de trinta dias com os serviços paralisados, causando transtornos para a população e déficit no primeiro suporte. 

Outro fato inusitado é o atendimento voluntário do referido prefeito no Hospital Municipal. Seu plantão se desenrola à noite e, de forma inusual, o gestor espera o chamado de urgência em casa e se desloca até a unidade. Embora não seja vedado o exercício voluntário da medicina a quem esteja em mandato eletivo, é inusual vermos tal episódio, não deixando dúvida sobre a defasagem dos profissionais da medicina frente a demanda da cidade. Ora, se os recursos do Governo Federal e Estadual estão em dias, por que não se contrata médicos para atender o povo? Assim libera o prefeito para exercer sua função conquistada nas urnas.

Na Educação os desafios são imensos. Optou-se pela pedagogia remota mesclada com as atividades impressas. Os alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental recebem os materiais impressos, enquanto os dos anos finais utilizam a metodologia virtual, com os professores enviando todo o conteúdo por meio do WhatsApp. As duas unidades restantes do ano letivo de 2020 terminará ao final de abril, e o ano de 2021 começa a partir daí. É evidente que uma parcela dos estudantes ficará de fora desse contexto, afinal, parte das famílias sequer têm acesso a internet ou a um aparelho celular. Uma saída seria o ensino híbrido, com parte da rotina em sala de aula, com turmas reduzidas e em dias alternados, e a outra remotamente.

Das inúmeras propostas levantadas em campanha por Dr. Kleber, o Bolsa Família Municipal foi aquela com maior engajamento pelo público. Uns movidos pelo interesse em ter ao seu alcance mais um benefício de distribuição de renda; e outros pela inverossimilhança do projeto. De fato, até agora, não há o mínimo sinal  acerca da criação do programa, ainda mais com o Fundo de Participação dos Municípios à míngua nos últimos três anos. A ampliação da feira livre também está emperrada; bem como o famigerado Polo Industrial, o terminal rodoviário, o programa Quero Trabalho e o Cidade Inteligente, A Subprefeitura da Serra, enfim, o cardápio de sugestões era vasto e praticamente nenhuma delas saíram do papel ou tem previsão para isso.




Obviamente não poderia me furtar em falar dos dissidentes, ou, em linguagem popular, os arrependidos. Com poucos meses de gestão, algumas pessoas vêm sinalizando insatisfação com o doutor por discordâncias no seu método de atuação. Esses, os quais fizeram campanha para reconduzir Kleber à Cadeira Executiva, demonstram contrariedade e podem mudar de opção em 2024. Difícil avaliar os motivos carregados por cada um ao tomar esse tipo de postura, mas, sem sombra de dúvidas, o expediente perpassa por promessas de empregos decaídas e o não-cumprimento à palavra empenhada.

De vento em popa está o pessoal do marketing. A campanha nas redes sociais, com cards ilustrativos moldados a um refinamento impecável nos desenhos, tem um potencial de convencimento admirável. Algumas reformas nas vias vicinais e o começo do tapa-buraco na estrada principal, destacam-se como pontos positivos. Pagar os servidores em dia é obrigação do prefeito, mas sucatear a mão-de-obra contratada parece ser a sina de todos eles. Quando não são as cooperativas a fazer o papel de devassidão, é a própria prefeitura que entra em cena, gratificando uma remuneração abaixo do salário mínimo para os contratados. 

Em suma, o cenário pintado na campanha eleitoral se transformou em uma realidade borrada para a gestão de Dr. Kleber. Sempre existe a possibilidade de dizer que só estamos nos primeiros meses da Administração, contudo, cá entre nós, o começo não foi animador. Dificilmente o prefeito conseguirá cumprir suas promessas de campanha; umas por vontade política, outras pela escassez de recursos. No entanto, de antemão, era sabido a situação financeira dramática enfrentada pelo município, então essa desculpa não cola mais. Os próximos anos nos dirão se a leitura feita estava correta. Certamente, pelo bem-estar de Brotas e dos meus conterrâneos torcerei desesperadamente que não. 


Fotos da Redação

03/04/2021



   

BROTAS DE MACAÚBAS: ANÁLISE DOS CEM PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO DE DR. KLEBER
  • Título : BROTAS DE MACAÚBAS: ANÁLISE DOS CEM PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO DE DR. KLEBER
  • Postado por :
  • Data : 16:10
  • Categorias :
  • Comentários Facebook
  • Comentários Blogger

0 comentários:

Postar um comentário

Top