AdSpace

Últimas

quarta-feira, 11 de maio de 2022

BROTAS DE MACAÚBAS: SINDBROTAS NÃO ACEITA PROPOSTA DE REAJUSTE DE 15% AOS PROFESSORES

Em assembleia extraordinária realizada no dia 07 de maio de 2022, além de discutir sobre o reajuste salarial dos professores, o sindicato também colocou em pauta a insalubridade e periculosidade dos servidores públicos que trabalham em área de risco e aqueles que trabalham na limpeza pública. De acordo com a direção do SINDBROTAS, a gestão ofereceu um reajuste de 15%, aos professores, mas a classe exige os 33,24%, como anunciado pelo Governo Federal no dia 27/01/2022

“É interessante como o poder público é incapaz de reconhecer os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras e entender que a lei é para ser cumprida”, diz Marineide, presidente do SINDBROTAS. “Como a gestão informou que não tem recurso para pagar os profissionais do magistério, solicitamos através de ofício enviado no dia 25 de Abril, folhas de pagamentos dos professores e professoras concursados e contratados de janeiro a dezembro de 2021 e de janeiro a março de 2022, além da lista dos funcionários que prestam serviços para a educação, levantamento feito pela contabilidade em relação ao pagamento do piso do magistério, como também linhas de transporte com valores de cada, até hoje, dia 11 de maio, não recebemos nenhuma resposta”, completa Marineide.


A presidente do sindicato continua... “No entanto, a gestão informa que não tem condições de cumprir com o que determina a lei, alegando que existem um número grande de profissionais da educação. Vale destacar que os profissionais da limpeza tem um número menor, mas continuam sem ter seus direitos garantidos, como insalubridade e periculosidade”, completa.

“Os profissionais que trabalham em área de risco também são poucos, por que ficam nesta enrola?” conclui a presidente do SINDBROTAS.


No envento, foi lido um texto da Juíza Federal Raquel Domingues do Amaral, Publicado originalmente no blog Pequenas Igrejas, Grandes Negócios

“Sabem do que são feitos os direitos, meus jovens?
Sentem o seu cheiro?
Os direitos são feitos de suor, de sangue, de carne humana apodrecida nos campos de batalha, queimada em fogueiras!
Quando abro a Constituição no artigo quinto, além dos signos, dos enunciados vertidos em linguagem jurídica, sinto cheiro de sangue velho!
Vejo cabeças rolando de guilhotinas, jovens mutilados, mulheres ardendo nas chamas das fogueiras! Ouço o grito enlouquecido dos empalados.
Deparo-me com crianças famintas, enrijecidas por invernos rigorosos, falecidas às portas das fábricas com os estômagos vazios!
Sufoco-me nas chaminés dos Campos de concentração, expelindo cinzas humanas!
Vejo africanos convulsionando nos porões dos navios negreiros.
Ouço o gemido das mulheres indígenas violentadas.
Os direitos são feitos de fluido vital!
Pra se fazer o direito mais elementar, a liberdade, gastou-se séculos e milhares de vidas foram tragadas, foram moídas na máquina de se fazer direitos, a revolução!
Tu achavas que os direitos foram feitos pelos janotas que têm assento nos parlamentos e tribunais?
Engana-te! O direito é feito com a carne do povo!
Quando se revoga um direito, desperdiça-se milhares de vidas …
Os governantes que usurpam direitos, como abutres, alimentam-se dos restos mortais de todos aqueles que morreram para se converterem em direitos!
Quando se concretiza um direito, meus jovens, eterniza-se essas milhares vidas!
Quando concretizamos direitos, damos um sentido à tragédia humana e à nossa própria existência!
O direito e a arte são as únicas evidências de que a odisseia terrena teve algum significado!”

O Brotas News informa que entrou em contato com a gestão, colocando o espaço à inteira disposição, caso queira se manifestar a respeito...

Fotos Reprodução
Por Luciano Brotense
Atualizado às 10:22
Da Redação, 11/05/2022



 BROTAS DE MACAÚBAS: SINDBROTAS NÃO ACEITA PROPOSTA DE REAJUSTE DE 15% AOS PROFESSORES
  • Título : BROTAS DE MACAÚBAS: SINDBROTAS NÃO ACEITA PROPOSTA DE REAJUSTE DE 15% AOS PROFESSORES
  • Postado por :
  • Data : 10:16
  • Categorias :
  • Comentários Facebook
  • Comentários Blogger

0 comentários:

Postar um comentário

Top