AdSpace

Últimas

terça-feira, 17 de novembro de 2020

BROTAS DE MACAÚBAS: ANÁLISE DA ELEIÇÃO EM UMA VITÓRIA ACACHAPANTE DE DR. KLEBER

 





ANÁLISE DA ELEIÇÃO EM UMA VITÓRIA ACACHAPANTE DE DR. KLEBER

Ao término da apuração foi conhecido o novo prefeito de Brotas de Macaúbas. O candidato Dr. Kleber superou seus três oponentes e sagrou-se vencedor do pleito. Com 45% dos votos, em um total de 3.293, o médico triunfou de maneira incontestável e impôs uma frente de 602 votos no segundo colocado. Júnior, Edilson e Cleiton figuraram nas posições inferiores com, 37%, 15% e 1% respectivamente. Para entendermos como foi construída essa vitória, analisaremos a conjuntura dos números e, por meio deles, confirmaremos certas verdades e rejeitaremos outros mitos.


A SEDE VEM DECIDINDO A ELEIÇÃO EM BROTAS?

Verdade! Assim com nas eleições anteriores, nessa, novamente, a sede do município teve um papel decisivo na vitória do doutor. Com incríveis 465 votos de vantagem, Kleber consolidou seu êxito e já estava eleito antes mesmo do fim da apuração. Ganhar na cidade com ampla distância passou a ser impositivo para quem deseja ser eleito; afinal ali reside um quantitativo importante de eleitores.


A SERRA É FECHADA COM JÚNIOR?

Mais ou menos! Com exceção do Cocal, o qual deu uma frente de 123 e Água Nova, com 84 de vantagem para o petista e na Vila do Saudável, onde a frente foi de Edilson, em todos os outros povoados serranos Dr. Kleber superou o atual prefeito. Ao considerar somente as comunidades dessa região, Dr. Kleber ficou com 19 votos a mais que Júnior.


JÚNIOR GANHOU A ELEIÇÃO NA ZONA RURAL?

Mito! Embora o petista tenha se saído bem em algumas comunidades, ele não conseguiria ganhar ainda que descartássemos os votos da sede. A diferença ficaria em 88 votos pró Dr. Kleber. Júnior ganhou na zona rural em 11 colégios eleitorais; enquanto Kleber se saiu melhor em 18.


A URNA DO PÉ DO MORRO ERA FAVORÁVEL A EDILSON?

Mito! Historicamente, esse colégio eleitoral muda a preferência em tempos em tempos. Dessa vez, mesmo com a  expectativa de se ter a maioria de votos para o candidato do PDT, tal fato não ocorreu. Dr. Kleber ganhou com uma margem de 51 votos, deixando Edilson em segundo.


ARACI, NOVO HORIZONTE E NOVA VISTA SEGUEM SENDO REDUTOS ANTI-KLEBER?

Verdade! Essas três comunidades preferencialmente votam contra o doutor. Dessa vez não foi diferente. Júnior ganhou nas três com uma frente alargada no Novo Horizonte de 71 votos. O fato é explicado também pela influência do vereador Laerto, militante do PT e eleito novamente como o candidato mais bem votado.


FEIRA NOVA SEGUE AO LADO DE DR. KLEBER?

Verdade! O grupo Klebista geralmente colhe bons resultados nesse colégio. Dessa vez, a liderança foi ostentada com 72 votos de diferença. O fato do seu vice, o senhor Orlando, ser da região também contribuiu para consolidar a liderança nesse colégio eleitoral.


A DERROTA DE JÚNIOR NA VILA DO OURICURI ESTAVA NA CONTA?

Mito! A campanha do petista não contava com um revés nesse distrito. Em outrora tido como reduto do PT, dessa vez a população local deu uma vantagem de 14 votos para Dr. Kleber. O fato chama atenção também pela ausência de um candidato a vereador forte do lado klebista atuando ali, e ainda assim o médico conseguiu ganhar.  


A MATA DO BOM JESUS É UMA COMUNIDADE SITUACIONISTA?

Verdade! Os eleitores da localidade tendem a conceder vantagem para o candidato da situação. Dessa vez Júnior levou a melhor, impondo uma dianteira expressiva de 64 votos.

O DESEMPENHO DE EDILSON NA SEDE E NO PÉ DO MORRO FICOU AQUÉM?

Verdade! Pelo menos as projeções de todas as campanhas davam conta de uma trajetória mais robusta do pedetista. Nesses lugares, a sensação gerada era de uma competitividade maior e que não foi confirmada no abrir das urnas. Inclusive, na sede, Edilson viu Júnior o superar com certa tranquilidade.


A CAMPANHA DE DR. KLEBER JÁ ESPERAVA UMA VITÓRIA  FÁCIL NA SEDE?

Mito! É consenso que o desempenho da sede extrapolou o esperado, em muito. Nas próprias pesquisas internas, de todas as campanhas, o numeral alcançado chegava na casa dos 250. Ter 465 votos de frente foi algo fora da curva e ajudou demais na vitória do candidato do PSD.  


O DESEMPENHO DE CLEITON FICOU ABAIXO DO ESPERADO?

Verdade! Mesmo com poucas chances, era esperado uma quantidade maior de votos para o candidato do PSB. Como justificativa, o professor apoia-se numa campanha feita sem recursos, sendo o fator determinante para não conseguir adentrar nas massas e angariar correligionários. O voto útil também foi um obstáculo importante na trajetória de Cleiton. 

CASO EDILSON NÃO TIVESSE NA DISPUTA, JÚNIOR SERIA REELEITO?

Especulação! Nada garante que os votos do candidato Edilson iriam para Júnior. Caso, num cenário hipotético, se Júnior tivesse 50% dos votos de Edilson, ainda assim não seria eleito. São conjecturas sem praticidade e provavelmente não impediria o triunfo de Dr. Kleber. De certo, faltou mesmo uma articulação mais eficiente nas campanhas, sobretudo na mensuração dos riscos e em especular sobre a maturidade do eleitor em avaliar os perigos da escolha. O excesso de confiança somado ao apego a métodos incipientes, contribuíram também para a derrocada dos demais.


Em suma, fica aqui um recorte frio dos números da eleição brotense. De concreto, temos a vitória de Dr. Kleber, de forma legítima e democrática. Sendo assim, A Coluna A Gente Que Faz deseja sorte ao novo prefeito e que ele conduza nosso município com sabedoria e zelo. 


Fotos da Redação

18/11/2020


  



BROTAS DE MACAÚBAS: ANÁLISE DA ELEIÇÃO EM UMA VITÓRIA ACACHAPANTE DE DR. KLEBER
  • Título : BROTAS DE MACAÚBAS: ANÁLISE DA ELEIÇÃO EM UMA VITÓRIA ACACHAPANTE DE DR. KLEBER
  • Postado por :
  • Data : 22:28
  • Categorias :
  • Comentários Facebook
  • Comentários Blogger

0 comentários:

Postar um comentário

Top